Páginas

segunda-feira, 23 de julho de 2012

Acostumar



Acostumei-me com o passar das horas,
Com as demoras,
Com a rapidez,
Com a rispidez das pessoas.

Acostumei-me com a dor,
Com o falível amor,
Com os extremos 
Entre momentos simplórios e supremos.
Com a proximidade entre tristeza e felicidade.

Acostumei-me a vários sentimentos
Sentimento de prepotência
De saudade do inexplicável
Como se houvesse uma ausência.

Acostumei-me com rotinas exaustivas
Que pensara nunca aguentar,
Ações sucessivas que transportam independente de onde queria estar.

Não acostumei-me com acostumar,
Penso com certo susto,
Momentos lúcidos poucos, 
Dentre vários de torpor.

Porém, acostumar-me é a melhor saída,
Faz doer menos a ferida,
Posso não concordar,
Mas devo a vida me acostumar.
Texto de minha autoria.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente, dê sua opinião. Não use palavrões e escreva de maneira clara, pois assim todos entenderão o que está escrito :)