Páginas

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

A perigosa perfeição

 
Quatro lindas mulheres, a mesma pose e o mesmo corpo perfeito. Uma morena, uma loira, uma negra e uma com traços nipônicos, meio mestiça. Um quarteto fantástico de beldades de diferentes etnias e exatamente o mesmo biótipo. 

Tanta perfeição nos leva a seguinte pergunta: Elas são reais? Não, todas têm corpos feitos digitalmente, curvas desenhadas em telas por geeks competentes, assim como a marca H & M assumiu na quarta-feira (07.12.11).

Relações públicas da gigante do fast-fashion afirmam que a H & M usa corpos virtuais para vender suas peças em catálogos e afins. Em um trabalho de pós produção digital cabeças de modelos reais são coladas nos corpos utópicos. Isso porque, segundo a marca, as curvas virtuais valorizam muito mais as peças de roupa do que os corpos de seres humanos, incluindo aqueles esculpidos com cirurgias plásticas, e mantidos por dietas rigorosas (muitas vezes malucas) e muito exercício.

A revelação da estratégia da H&M deu ritmo para outra discussão: afinal, no que esses corpos manipulados em telas se diferem dos corpos reais retocados em ferramentas como o photoshop que "consumimos" quaseque diariamente? 


Outra marca que também mostrou a manipulação de imagens foi a dove e vale assistir ao vídeo campanha da Dove, que mostra a transformação de uma modelo em mulher maravilha para uma propaganda.

Mulheres reais, no mundo do faz de conta da moda e das propagandas, são cada vez mais raras. O modelo de beleza atual está aí, nas mãos de profissionais especializados em pós-produção digital. Um modelo que é impossível de ser seguido, levando as mulheres reais ao desespero por não conseguir chegar à perfeição em um mundo que cada vez mais intolerante para com as imperfeições.

Fonte com alterações: http://habla.abril.com.br/materia/mulheres-invisiveis

O que vocês acham desse modelo perfeito disseminado atualmente?
Comentem!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente, dê sua opinião. Não use palavrões e escreva de maneira clara, pois assim todos entenderão o que está escrito :)