Páginas

domingo, 10 de julho de 2011

Os verdadeiros Contos de Fada (Parte 8)


O conto dos Três Porquinhos foi muito amenizado para as crianças de hoje, ao contar uma história cheia de violência sem mostrar violência. Terminamos com um conto muito simplório que mostra “como é bom ser esperto”.

 
A história original perdeu muito. O conto original não é mais longo, já que o lobo mau não perde tanto tempo assoprando casas. Ele faz isso para pegar os dois primeiros porquinhos. Aqueles coitados são logo pegos e devorados. O terceiro porquinho — o mais esperto de todos — é o entrave. Sem conseguir assoprar a casa de tijolos, o lobo tenta blefar. Ele faz de tudo para trazer o porco para fora de casa, promete nabos, maçãs, e uma visita à feira. O porco recusa a tentação, sabendo que há coisas mais importantes.


O lobo decide então voltar à violência. Ele escala a casa e entra pela chaminé. Porém, o porquinho tinha planejado isso, e colocou um caldeirão de água fervendo na lareira. O lobo cai ali dentro e morre. Ele — e os dois outros porquinhos em seu estômago — são agora o sinistro jantar do terceiro porco.

Fonte: http://www.lendo.org/7-horrendos-contos-de-fadas-que-lhe-contam-desde-crianca/

Eu conhecia essa versão, só não sabia que o terceiro porquinho jantava todo mundo no final...
O que vocês acharam?
Comentem!
 

2 comentários:

  1. WOW se eu tivesse 5 anos depois dessa historia eu ficaria chorando! sorte que mudaram!!

    ResponderExcluir

Comente, dê sua opinião. Não use palavrões e escreva de maneira clara, pois assim todos entenderão o que está escrito :)